gfkbnf,b

Ultimamente tenho sentido que aqui dentro as coisas andam mais quentes. Meu sangue tem circulado com mais… paixão? Sei lá. Paixão queima, arde, tira o ar. Eu sinto isso aí também, mas é em uma dose que não me desespera. Eu quero desejo sonho posso perco o ar, mas não é nada desesperador. Não. Não chega a doer. Queima, mas não arde. Aquece. E aí, paz. Eu sempre tive problemas em rotular sentimentos. Eu sei o que sinto e isso me basta. Mas nem sempre basta para os outros.
Só sei que ando dançando levemente aqui por dentro enquanto caminho caminhos conhecidos. Me perco por alguns segundos, rio do meu deslize, e volto… me perco de mim mesma. Me perco para poder te encontrar jogado aqui num cantinho da minha cabeça. Guardado num cantinho aqui do meu peito.
Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

16 comentários em “gfkbnf,b”

  1. E esse sentimento correspondido, feito e puro é tudo de bom. E põe bom nisso!
    Feliz por ti gatis ;D

    ps: voltei com o blog: toxicide.wordpress.com
    Luize

  2. Já me disseram que se perder por outros é quase se achar… não sei se concordo.
    Já me perdi e talvez nunca mais tenha me encontrado.
    Lindo, lindo, moça.
    Um beijo!

  3. O que não é importante pra você não importa, querida. E, convenhamos, o nome de uma coisa não é mais importante que a coisa em sim. FATO.

    Just FEEL THE VIBE. 😀

    Beijão!

  4. O importante é o que sabemos que vive lá dentro. Sem procurar rotular. É essencial essa coisa liberta de sentir. De se deixar levar pelo encanto espontâneo que nos orienta.

    Sentir, apenas sentir, vale por tudo.

    Beijos!!!

  5. Oi, Carol, boa noite!!
    Paixão é a palavra mágica das contradições. Não é tentativa de rotular, é constatação de uma de suas facetas. Queima, mas enquanto em perspectiva ou correspondida, não arde… Mas experimente uma dúvida, experimente um ‘não’, experimente distância, experimente uma seta de ciúme, um medo de perda… Então me diga que queima – mas não arde! Esse brinquedinho perigoso de nosso coração vale cada centavo enquanto dançamos por aí, e é bom que nunca chegue a custar o que não temos… Alguém diria: ‘então, melhor não deixar acontecer!’ Quem se esquiva?! Ou: ‘então, é melhor não deixar arder!’ Mas quem consegue?! O jeito é dançar e voar por aí, e torcer para que nunca acabe… Mas o aviso está sempre dado…
    Um abraço carinhoso
    Lello Bandeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s