Desconserto

Hoje eu sonhei sonhos vários.
Várias gentes.
Você em um
deles. Sonhos.
Nós em outro
deles. Algo desse tipo.
Quinta-feira preguiçosa. Com cara de domingo. Quem diria. Podem me chamar de louca, mas o dia hoje está com cara total de domingo. Tirando aquela parte chata e deprimente de um domingo qualquer, está tudo igual. Dormir ao som da chuva, e acordar com ela. Chove sem parar. Ela não para nem pra respirar. Dia preguiçoso, eu disse. A preguiça do dia contaminou todas as minhas células. Só saí da cama depois do meio-dia. E a chuvinha lá fora, preguiçosa… a gente precisa sair, a chuva não para. Tomara que morra, essa capeta.
Sono pós-almoço.
Enrolamos e perdemos o horário do bandejão. Culpa sua. É. SUA. Você assim, todo você. Cheio de você. É muito você em uma pessoa só. Mas aí, almoçamos lá naquele tiozinho. E você diz que o dia está com cara de domingo. Vai ver é o tiozinho ali. Com aquela cara de… tiozinho. Gente boa, ele. Pelo menos parece ser. Aliás, ele me parece ser um personagem de algum filme dos anos 80. Algum desses filmes felizes saídos de minha infância. A chuva deu uma trégua. Preciso comer um doce. Qualquer coisa doce. Andamos, passamos, a chuva cai novamente. Fininha. Ô meu bem, você não vai me dar nem um bombonzinho? Trufa. E aquela torta. Você fez cara de orgasmo. Tudo bem, ela merecia. A torta.
O fato é que comecei a escrever esse texto com coisas belas em mente, meu bem, mas agora nem sei como terminá-lo.
Me desconsertei com meu desconserto em você.
Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

7 comentários em “Desconserto”

  1. Essa chuvinha as vezes me deprime, mas muitas outras vezes me anima a seguir em frente. Adoro essas contradições da vida, bem como aquela em que cnseguimos imaginar o mundo em uma caixinha de sonhos pequena e muito ousada.
    rss,
    muito obrigada pela visita no escrito e por ter escrito, vc mesma, algo. Fico muito feliz qndo recebo feedback.
    Mt obrigada.
    Oli.
    P.S – Adorei o trocadilho do Brain Damage. o/\o

  2. A gente vai repassando todos os acontecimentos, cada detalhe, mas o que fica é o sentimento. E ao tentar descrevê-lo, faltam palavras. É impossível descrever algo que só se sente.
    Que saudades daqui, guria. rs

    Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s