Holdin’ on

Já que o vazio insiste em voltar nestes mesmos momentos, então que fique doendo dignamente.

Não precisa assistir, nem ouvir. Mas é sempre digno escutar.

And though the course may change sometimes
Rivers always reach the sea

 

Já me cansei de escrever sobre isso, cair nessa mesmice de nada. Mas é como dizem por aí, faz parte. Pegando emprestadas algumas palavras de um alguém daqui: isso tudo que escrevo aqui não reflete meu cotidiano em todos os seus momentos. É só uma parte da vida que insiste em ser assim. E quando a gente faz nada, alguns certos momentos tendem a ficar vazios. Semana que vem minhas férias acabam e a vida volta a se movimentar freneticamente. Bem como gosto. Obrigada a quem se importa.

Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

27 comentários em “Holdin’ on”

  1. Quando não existe algo para se fazer, voltamos às mesmisses para nos sentirmos aliviadas (?) Que essa rotina venha logo para que tenha outras coisas para comentar aqui. Nada de mesmisses, ok? Estarei aqui para ajudar-lhe sempre que precisar.

    Um beijo, querida.

  2. É querida quando tem um montes de coisas p/ fazer não sobra tempo de ficar pensando, divagando em coisas ou pessoas. E ouvir Led é sempre digno em qualquer hora. Adoro!
    bjão!

  3. O problema é quem adota suas palavras como 'constantes' e vem dar lição de moral dizendo que vc tem que ser melhor que isso. Vontade de mandar praquele lugar, né não? Eu te entendo. Curta seus momentos, sejam eles como forem.

    beijo.

  4. Ah, eu vou ouvir! Preciso! hehehe
    Ah, então você é outra que faz questão de ter uma vida que se movimenta freneticamente? Também sou assim.

    (www.caixinhadeopinioes.zip.net)

  5. Confesso que não pude ver o vídeo, infelizmente. Estou no trabalho, cheio de gente dividindo a mesma sala :/
    Gostei muito da postagem, em especial disso “Isso tudo que escrevo aqui não reflete meu cotidiano em todos os seus momentos. É só uma parte da vida que insiste em ser assim. E quando a gente faz nada, alguns certos momentos tendem a ficar vazios.”
    É bem assim que acontece comigo.

    Aproveito para te contar que fiz uma reforma no blog. O 'Não solta a minha mão nuca, tá?!' agora é 'Segredos de Travesseiro'. O conteúdo continua o mesmo, mas agora ele está mais com a minha cara 🙂

    Beijos

  6. É a mais pura verdade que o ócio nos proporciona mais tempo para pensar. Isso pode ser bom ou ruim. O bom é que podemos esclarecer certas coisas da nossa vida e o ruim é que talvez possamos imaginar coisas que não existem, sentimentos que achamos que existem, mas não é só a nossa imaginação. (essa frase saiu pleonástica, mas não consigo me expressar diferente disso. Deu para entender o que eu quis dizer? hahaha)
    Gostei da música! Não conhecia.

  7. É, eu tbm sou assim. Férias são boas no começo, quando a gnt ainda tá descansando. Quando vira tédio, enche o saco. Que bom que sua rotina frenética vai recomeçar! 🙂
    E ah, tô ouvindo a música do vídeo enquanto comento 🙂
    beijo!

  8. As vezes pe bom se esvaziar.
    Ficar no ar de uma renovação,
    algo como um reset.

    É sempre bom ter uns dias pra si e você repousar dentro de seus pensamentos. O sol logo ilumina teu horizonte.

    =)

    Espero que fique bem Carólda.
    Um beijo.

  9. é verdade isso ai de que o que escrevemos não é o todo da nossa rotina. Na maioria das vezes escrevo sobre acasos ruins mais não significa que eu seja alguem triste ou azarado, só que no momento eu quis botar isso pra fora, é bem simples comigo na verdade!

    Sobre o vídeo: Cláááássico! rs Led sempre s2

    Beijos

  10. Muito digno o seu post! Até emprestei as palavras pra colocar no meu twitter (: me sinto assim, tambem. momentos estranhos, mas necessários para acalmar a alma. o tempo passa, e nós mudamos isso 😉

  11. ” isso tudo que escrevo aqui não reflete meu cotidiano em todos os seus momentos. É só uma parte da vida que insiste em ser assim. E quando a gente faz nada, alguns certos momentos tendem a ficar vazios.” Adorei.
    Teu blog é muito lindo, tu escreves muito bem. Estou te seguindo
    Beijo

  12. Sou a Aline do aline.winter-dream.com. Por enquanto fiz outro blog até o winter-dream voltar (se voltar).
    Nem me fala nesses vazios que insistem em aparecer e reaparecer. Como dizem, faz parte.
    A vida freneticamente movimentada às vezes evita um pouco o aparecimento desses vazios, pelo menos pra mim.

  13. Sabe aquele ditado que diz que a gente tem o bom e o mal dentro da gente, e vai crescer aquele que a gente alimenta? Então. É uma metáfora, mas o que eu quero dizer é um conselho de quem já curtiu bastante a fossa e o “vazio”: não alimente isso. Alimente o contrário, porque é o contrário que faz bem. Vazio continua sendo vazio. Um dia a gente cansa dele e resolve dar um basta!
    beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s