Cansaço

Se tem uma coisa que eu odeio é me arrepender do que não fiz. Porque daí um nó vem subindo lá do meu estômago e insiste em tentar me sufocar. Acontece, meu querido nó, que não quero perder meu tempo me sufocando com besteiras, então morra de uma vez.
Só sei que cansei disso tudo. Do meu quarto constantemente bagunçado; por mais que eu arrume, a bagunça continua lá. Daquela parede manchada. Dessa casa. Dessa cidade. Dessas pessoas de sempre. De sentir saudade. De querer abraçar quem está longe. De estar longe. De estar insatisfeita. De querer e não fazer. De querer e não poder. De poder e não querer. De ter preguiça. De ter vontade de chorar porque alguém me fez rir; chorar porque ela me deixou feliz. Um simples gesto, um sorriso de cumplicidade, me fez ter vontade de chorar. Senti meus olhos marejados; mas antes que qualquer emoção besta tomasse conta de mim, me lembrei que rir era melhor. Mesmo que a graça da piada já não estivesse mais ali. Um tá rindo de quê é melhor do que um tá chorando por quê. Porque quando eu rio de nada, eu sou só mais uma idiota feliz no mundo. Que vê humor onde não tem. Que tem um humor peculiar. Mas se choro por nada, tenho problemas. Sérios. Daqueles que só podem resolvidos por um profissional. Cansei de ficar menstruada duas, às vezes até três vezes ao mês. Desses hormônios em ebulição há mais de 6 meses. Qual pílula eu tomo pra tudo entrar em ordem? Já tentamos duas diferentes, minha cara. E agora mais outra, talvez? Me pergunto se esse monte hormônios, misturados aos meus já inconstantes, poderão me fazer mal mais à frente. Mas a médica aqui é você, então deve saber o que faz. Cansei de pensar demais, querer demais, sentir demais. Pensar, querer e sentir são verbos que já me causam problemas suficientes sem o advérbio de intensidade.
Cansei de sentar aqui, querer escrever sobre uma coisa e sair outra. De querer criar histórias e só conseguir falar de mim. Esses sentimentos todos. Tolos. Cansei de mim. De estar sentada aqui, enquanto na verdade queria sair correndo daqui e ir encontrar as pessoas de sempre logo ali. E ver todas aquelas pessoas diferentes. Cansei de você. E desses marcadores estúpidos.
Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

12 comentários em “Cansaço”

  1. UAU. A história é sua mas também me sinto uma personagem dela. Eu, ultimamente ando cansada disso tudo, também. Estpu parando. Vivendo mais. Me faz um bem enorme. Espero que pra ti também.

  2. Foi um texto sincero e espontâneo, melhor do que muita história inventada.
    Cansou? Então, é hora de parar, respirar fundo e tentar mudar algo, nem que seja tirar a mancha da parede só para começar.

    Beijo.

  3. Se você está cansada, ótimo. Então é hora de mudar. Definitivamente. Pelo menos algo.

    Quer ajuda com a bagunça? Creio que é a única coisa na qual eu possa ajudar. Não que eu seja organizada, mas sou esforçada! ;D

    Te adoro, queride!

  4. Ai, achava que só eu tinha essas crises! ;x
    Bom saber que não é… Ja cansei de pensar demais, querer demais e sentir demais. Já mesmo!
    Parece que chega uma hora que esgota né!

    Enfim… renove-se 🙂
    beijos ;*

  5. Eu ainda fico boba com essa coisa de pessoas diferentes que nao se conhecem, sentirem e pensarem da mesma forma. Eu fui lendo e foi como se eu mesma tivesse escrito esse texto. Ficou tão verdadeiro, tão intenso, tão… eu.

    Também cansei, também não entendo, também quero que se foda. HAHA

    E, nossa, nem escrever mais eu consigo. D:

  6. É sempre melhor se cansar de ter feito e não por não ter feito.

    Compreendo. Também odeio me arrepender do que não fiz.

    Então, vamos mudar esse quadro?
    Se canse e se arrependa por ter feito. Chore por ter tentado. Ria do que aconteceu.
    Aja porque houve motivo.
    Não espere o motivo desaparecer.

    Beijos querida.

    ps: Obrigado pela doce presença no meu blog. Espero que possa voltar sempre. Kiss.

  7. Tem hora que cansa, que enche o saco né?
    Ai dá vontade de desistir ou qualquer outra coisa; mas quer saber? Isso é coisa para fraco, e tem uma frase que sempre me ajudou em momentos difíceis:

    “Se não aguenta, se mate ou caia fora. Só saiba que você foi uma fraca.”

    Acho que ajuda mais pelo meu orgulho, não admito que me chamem de fraca. Enfim, espero que te ajude também.

    Beeijos!

  8. Eu não me canso de te ler.

    E me dói ver muitos quereres meus em tuas palavras, Carólda (haha). Às vezes é tudo de uma putice sem fim, ao redor. Mas passa, né?

    Precisa passar.

    Um beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s