Elevadores

Boca seca, ressaca. Cansaço. Está difícil vencê-lo. O esmalte preto estava perfeito, mas logo se encheu de bolinhas; deixou resquícios pretos nas minhas unhas. Bem ali, nos cantinhos. O notebook está alto, minhas costas doem enquanto digito.
Eram 5 elevadores… entrei em um deles e minha irmã estava junto. Fechamos a porta e nada de ele subir. Apertamos todos os botões possíveis, e nada. Saímos e entramos em outro. A cena se repetiu. Nada. Entramos no terceiro elevador, ele esboçou algum movimento para cima, mas depois parou. Por que diabos essa joça não sobe? É simples!
Levo um tempo pra perceber que minha irmã sumiu. É, estou sozinha agora. Vejo pessoas entrando nos outros elevadores e chegando em seus destinos lá de cima normalmente. Começo a achar que a coisa é pessoal. Olha lá a cara marota do porteiro do prédio. É, os elevadores estão mesmo parados. Por algum motivo, eles não querem que eu suba. Aliás, para quê eu preciso subir? aqui não está bom o suficiente? cadê minha irmã? Olho novamente para os elevadores. Me lembro que dessa vez não aconteceu nada bizarro enquanto estava dentro deles. Eles não caíram no poço. Eu não precisei ficar dependurada nos cabos de aço.
Observo calmamente. Agora só resta um deles. E ele era uma geladeira. Branca, uma porta. Igual a daqui de casa. Que eu saiba, geladeiras não transportam pessoas. Talvez só guardem pedaços congelados delas. Vai ver é por isso que eu não subia. É, vou ali pintar minhas unhas. De vermelho.
Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

23 comentários em “Elevadores”

  1. Que mórbida essa história de geladeiras guardarem pedaços congelados de pessoas!
    Não sei se entendi o sentido que você quis dar ao post, sinto muito.

  2. Hhehehe. Muuuuuito legal esse seu texto. É incrível como a mente da gente funciona. Eu penso que se as pessoas certinhas que vivem em volta de mim soubessem o que eu realmente penso, teriam medo de mim.. hehehe. Boa sorte, continue escrevendo!

  3. oi carolda!! ^^
    cara, você achou sua irmã, no final das contas? cheguei a ficar preocupada!! vai ver ela subiu e não desceu mais, sei lá…
    gostei como você começou falando de uma coisa, mudou de assunto completamente e terminou falando da mesma coisa… eita!!

    beijocas!!

  4. Mais um texto belíssimo, minha flor! Adoro esse seu jeito intrigante de escrever e o jogo de palavras que você usa, é como se brincasse com elas, encaixando-as perfeitamente. Quando eu crescer quero escrever que nem você! :} hehe
    Seu texto me lembrou aquela música Elevador da Ana Carolina, que diz assim:

    Pra quê te espero de braços abertos, se você caminha pra nunca chegar? […]
    E subo bem alto
    Pra gritar que é amor
    Eu vou de escada
    Pra elevar a dor! :}

    ps: adoro esmalte vermelho.
    ps²: adoro-te, amiga.

  5. Não sei se entendi muito bem o sentido desse texto.
    Comparando elevadores, subir como morrer e ir para o céu? Algo assim? Deu para entender isso no terceiro parágrafo.
    Adorei o ultimo, uma morbidez meio engraçada. E outra, sou APAIXONADA por esmalte vermelho! =D

    Beeijos!

  6. Engraçado… às vezes temos mesmo a impressão de que seres inanimados estão de implicância conosco, não?
    Gosto do seu jeito de escrever, com frases curtas. Fica bem dinâmico o texto.

  7. Que demais teu texto!
    Me lembro agora, por falar em elevadores, da minha fértil imaginação. É só eu pisar dentro de um que já começo a imaginar os cabos se rompendo, e me levando á experimentar uma queda livre. Um pouco mórbido, eu sei.
    Eu pintaria minhas unhas de rosa choque.
    Um beeijo!

  8. É por isso que não gosto de elevadores, até em sonhos eles querem lascar com a gente. Conheço muitos elevadores por aki, eles não querem que eu suba, querem que eu fique na mesmice de sempre, mas eu nem ligo. O final nem sempre é a geladeira, querida. A gente sempre pode contar com as escadas!beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s