Capeta

Já são quase 23h e só agora consegui começar a escrever. Alguns contratempos. Tive de ajudar um amigo desesperado. Sim, eu sei que você > all. Mas de longe fica difícil manter o padrão. Se é que você me entende. Mas que seja. Provavelmente não terminarei esse texto antes de meia-noite, aliás. E não será mais seu dia. Que chato. Eu ia ligar Pink Floyd aqui, mas ficaria muito clichê. Afinal, você é eles. E nem tudo em você é Pink Floyd.

Pois é, hoje é seu dia. E você está aí nesse navio, apertado entre paredes de aço ou whatever e longe de todo mundo. Fazer aniversário é legal. Mas não sei se longe de todo mundo é. Eu gosto de receber os parabéns, alguns abraços, mas cumprimentos exacerbados me causam ojeriza. Ah, vai! É um belo dia pra ter o ego massageado. Que chato, eu queria ter te escrito mais cedo. Enfim. Sabe, eu tô cansada. Você provavelmente também. Já deve estar dormindo. Está sozinho num quarto ou é tipo pelotão? Tudo junto e misturado? Ia fazer piadinha infame com sua idade e mais aquilo ali, mas sabe, você não merece ouvir isso. Não merece minha acidez. Não hoje.
Então, daí que você disse que qualquer um escreve sobre você. Porque não tem nada pra dizer. Discordo. Você realmente não é nada demais, mas há várias coisas a se dizer. E é como eu te disse, se você fosse diferente, eu não gostaria de você. Oi. Né?
No meio do mar. Sozinho. Eu aqui e você aí. Está pensando em que? sonhando com o que? Eu estou cansada. Eu estou sonhando com o Michael Jackson. Ele se casou com minha mãe e o Steven Tyler é meu pai. Algo do tipo. E você é o meu amante que desmente tudo e diz que o pai dele é minha tia.
Já disse que sou louca, né? Então. Você mesmo disse que tem uns loucos que acham alguma coisa em você e te acham legal. Eu sou feliz em ser uma delas. Sérião.
Fui ali colocar luvas porque está bem frio. Você gosta de frio. Eu não. Só pra dormir. Verão é mais quente e tem mais a ver comigo. Chuva é legal, mas não gosto de dias nublados. Você sim.

No meio caminho tinha uma porta.
Na porta tinha um meio caminho.
No meio do caminho tinha eu.
E no meio da porta tinha você…

…mesmo assim ainda continuamos em caminhos diferentes. Vai ver é uma questão de sair pelo caminho certo e andar pela porta errada. Porque, meu filho, com você o convencional não convém. Não vem ao caso.
Sei que muito disso pode parecer completamente desconexo, mas preste atenção e verá que não é. Uma coisa que eu aprendi no que diz repeito à escrever, é colocar tudo no papel sem medo de ser feliz. Escrever, antes de mais nada, para você mesmo. Você, neste caso, sou eu. E não me venha com aquele papo de você > eu.
Estou dizendo tudo sem dizer nada. Triste. Quando comecei a escrever, pensei que fosse sair uma coisa bela e poética. Mas infelizmente hoje não estou para isso, meus pensamentos estão me traindo. Meus dedos digitam as palavras sem que eu tenha controle. Você me faz sentir coisas, já disse. Boas e ruins. Boas porque eu tenho vontade de correr aí e te abraçar até você me jogar escada abaixo. Ou me mandar ir dormir. Capeta.

Escrevi esse texto no dia 8/07, como eu havia prometido a esse ser, como presente de aniversário dele. Não era pra ser assim; era pra ser uma coisa mais poética, mas foi isso que saiu. Incompetente. Tem outro mais amor, vou pensar se o posto aqui.

Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

14 comentários em “Capeta”

  1. por experiência própria, vc pode ter certeza que ele está sozinho no mar, mesmo cercado de um mutirão de pessoas.
    Eu não achei desconexo, achei sincero e bem legal.

    O quarto é tipo um albergue, dois beliches =X

    beijooos amiga
    Luize – toxicide.org

  2. Primeiro blog que entro e vejo palavras diferentes, não de amor ou apenas misturadas em dois sentidos. O texto me surpreendeu no começo achei que n teria um encaminhar interessante mas nem percebi que tinha chegado ao fim.

  3. Preciso dizer que gostei muito. De verdade. Nada incompetente. E ri na parte do ” Eu estou sonhando com o Michael Jackson. Ele se casou com minha mãe e o Steven Tyler é meu pai. Algo do tipo. E você é o meu amante que desmente tudo e diz que o pai dele é minha tia.” HAHAHA

    (www.pollyo2k.zip.net)

  4. Acompanhei pelo twitter o drama pra vc conseguir escrever esse texto e gostei, Carol! Gosto do jeito que você me escreve. É um jeitão bem teu, agora não adianta mais criar um pseudônimo que vou reconhecer tuas palavras! hahahaha
    beijos

  5. ´Estou dizendo tudo sem dizer nada.`

    Discordo. Até pra mim, que fiquei só assistindo a cena e imaginado as brincadeiras e cumplicidade entre vocês dois, fez todo o sentido do mundo. Foi lindo. Eu adorei. Aposto que ele também.

    Beijo meu :*

  6. Hmm, eu gostei. Sometimes, um texto assim diz mais do que um super poético. E esse tem muito mais a ver contigo do que um amorzinho. Adoro minha amiga ácida.

    Beijones!

  7. As vezes a poeticidade insiste em não sair da forma que desejamos. Mas ela se expressa de outras maneiras, pode acreditar =D

    Além do mais, o que vale é a intenção. E o post está ótimo.

  8. E acho que não precisa disso, eu acho que assim como eu, ele vai chorar, quer dizer, eu não chorei, fiquei comovida, QUASE chorei, achei tão lindo, tão sincero…

    Um beijo.

  9. Tá poético sim, ok? O seu jeito de dizer ao ''capeta'' o que voce sente. O texto tá lindo, sim.
    E eu ri consideravelmente do seu sonho. =)
    Um beeijo :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s