Pés gelados

Coloquei meias há quase uma hora, mas ainda não adiantou muita coisa.
Ainda vai dar 17:00h, mas já está bem escuro. Como se hora desse alguma coisa.
Azia. Muita queimação. Tenho fome e não sei o que quero comer.
Aliás, estou com vontade de escrever na minha agenda fófis, mas não vou pegá-la dentro da bolsa agora.
Acordei felizinha – ou qualquer coisa do tipo – hoje. Você! Passei aperto com sua chegada-surpresa. Tinha chamado outro pra sair comigo e ele tinha acabado de chegar aqui em casa, mas cara, era VOCÊ! Dispensei o outro pedindo mil desculpas, abracei-o forte e me despedi. Fazer o que, era você. Logo você, aqui na minha casa! Entende a importância da situação? O estranho é que parece que eu estava prevendo sua chegada… assim que o outro chegou, pensei que ia dar merda porque logo alguém que eu estava esperando chegaria. Não tinha certeza de quem, mas no fundo deveria saber que era você. Tão lindo. Te abracei inúmeras vezes e você nem fugiu. Você estava tão solícito, sociável. É, você veio aqui em casa e nem se importou em conhecer a família toda… meu pai te desprezou, você achou minha irmã grande. Perguntei se você não ia se incomodar em conhecer aquele bando de gente; e você me olhou com um olhar compreensivo e disse: “Não me importo”… só podia ser um sonho! E era.
Aliás, isso me lembra que também sonhei com você na noite retrasada. Eu te abraçava bem forte e você retribuía da mesma maneira e intensidade. Não lembro onde estávamos. Você estava diferente nas atitudes, assim como no sonho da noite passada. Você parou de fugir de mim… o que será que isso signfica? Nada. Chega. Parei por aqui. Já estou enxergando coisas.
Você, você, você. Nhé, nhé, nhé. Agora não é hora de sonhar.
Fome. Azia. Meu estômago queima. Aliás, tudo aqui dentro de mim queima…
mas meus pés continuam gelados.

* Escrito em 2 de maio de 2009.
PS: E os comentários serão respondidos brevemente (y)

Anúncios

Autor: Carolda

Carolina. Canhota, 32, já vivi outras vidas em castelos.

3 comentários em “Pés gelados”

  1. Parece eu pensando no namorado, às vezes… Fico com a cabeça concentrada numa coisa e quando vejo, já estou lá perdida, pensando nele. 🙂
    Bjitos!

  2. Peraí, não entendi. Quer dizer, não sei. Entendi? Me pareceu que você finalmente reviu seu muso inspirador. Verdade?
    beijos

    p.s.: por que aí escurece tão cedo? oO

  3. Juro que surtei com você no começo, pensando que fosse verdade.
    Ai, dona Carolina, quando você enviar esse monte de textos loucamente apaixonados pra ele?
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s